quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

FELIZ NATAL COM A INCONFORMIDADE DO MESTRE!

O Natal é uma época do ano que sempre fico refletindo sobre o significado dessa data e o que o aniversáriante diria se pudesse estar entre nós, falando para toda a humanidade. Acredito que Ele diria que nós não entendemos nada...

Como podemos comemorar o Natal tranquilos, sem peso em nossos corações, quando milhões de pessoas estão famintas e não tem sequer o que comer? As vezes isso acontece até mesmo do nosso lado, sem que percebamos a necessidade daquele que está tão próximo!

O Mestre Jesus não vai fazer um discurso nesse Natal, não! Porém cada um de nós pode deixar o Mestre nascer, pensando em quem está próximo, ou o que cada um de nós pode fazer para que tenhamos um mundo melhor.

Não adianta desejarmos um FELIZ NATAL ou um FELIZ 2009, se em nós mesmos não quisermos a mudança para que a humanidade possa ser melhor! Que possamos deixar Jesus nascer em nossas vidas vivendo o que Ele viveu, sentindo o que Ele sentiu e nos incomodando como ele se incomodou...

Por isso desejo do fundo do meu coração, à todos que amo e quero bem, a inconformidade com esse mundo, que pode produzir transformação em nossas vidas bem como para toda a humanidade!

5 comentários:

poesiaemdegustação disse...

Você tem toda razão André.
Porém, acho que quando o Natal chega, ficamos tão envolvido com a data, que acabamos nos esquecendo do mundo lá fora.
Poderíamos chamar isso de egoísmo, mas não penso que seja, porque como disse, nos envolvemos com a data e é como se fosse o nosso próprio aniversário, por isso, fica difícil um pensamento coletivo diferente.
Contudo, acredito que, as pessoas estão imune às desigualdades apenas por esse lapso temporal, quando é preciso sonhar, senão grande, mas pelo menos para acreditar que, o mundo melhor possa estar a um passo do seu próprio lar.
Feliz Natal!

Marcos Vichi disse...

Olá André!

A FELICIDADE EXIGE VALENTIA

Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar o autor da sua própria história.

É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito de sua alma. E agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida. Ser feliz é não ter medo dos seus próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um não. É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta.

Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo... (Fernando Pessoa)

Feliz Natal e um ótimo 2009!

Um grande Abraço!

Marcos Vichi

gisele disse...

Sem duvida a inconformidade é necessária à qualquer caminhante que deseja ainda se espantar com a vida e seus mistérios. Porém acho que esse espanto deve ser diário, como um exercício de reflexão e não somente em épocas festivas como o natal, pois como vc mesmo disse, o mestre foi e sempre será, um mestre cheio de surpresas que nos fará sempre questionarmos nossa própria comodidade.

Um abraço de caminhante...

Gisele

Armando Maynard disse...

Feliz Natal, feliz natal, feliz natal.... UFA!

É muita coisa errada nesta vida de injustiças, enganações, fantasias e convenções que manipulam pensamentos e comportamentos, visando tão somente interesses comerciais. Eventos como o do Natal quando as pessoas comem exageradamente sem ter fome gerando grandes comilanças nas ceias, para poucos. A criação de necessidades desnecessárias como os presentinhos, que, no fim, não passam de quinquilharias que se ganha e você depois não sabe o que fazer com aquilo, pois muitas vezes não servem para nada, mas as pessoas sentem-se na obrigação de presentear os amigos e parentes, a fim de seguirem à risca as tradições impostas e massificadas pela mídia e comércio, que se não fizerem, as deixarão com o sentimento de culpa e constrangimento. A automação dos gestos e cumprimentos nos dias que antecedem o Natal, com a insistência de todos ao saudar, cumprimentando automaticamente com um “Feliz Natal” a todo instante, tanto a conhecidos como a desconhecidos. Nos telefonemas que se faz para se tratar de negócios com as empresas, na despedida as atendentes, coitadas, não deixam nem você terminar de falar e já vão soltando o “Feliz Natal”. Nos encontros casuais de amigos ou conhecidos, não se para de desejar um “Feliz Natal” e, ao se despedirem, muitas vezes, os dois chegam a falar ao mesmo tempo “Feliz Natal”. Teve um ano que minha mãe, (falecida) em estado grave, precisou internar-se em um hospital nesse período de Natal e eu preocupado, tenso, estressado e muito triste, tive que agüentar, a todo o instante, das atendentes e enfermeiras, quando precisava de algo, a ouvir insistentemente quando da despedida o “Feliz Natal”. Já estou pensando que daqui a alguns dias irá começar o “Feliz Ano Novo”. CHEGA!... Um abraço e um Feliz...epa, o costume do cachimbo...,Armando - fetichedecinefilo.blogspot.com(recomentarios.blogspot.com)

Projeto Introdusom disse...

salve, pode crer recebi no email que teria a festa, ae coloquei no blog pra divulgar... pra entrar em contato pode add meu msn, vi_rlacerda@hotmail.com

é isso
torvi - projeto introdusom

Compartilhe!