domingo, 9 de novembro de 2008

A IMPORTÂNCIA DA LEITURA

O brasileiro lê muito pouco. A média de leitura anual no Brasil é de um livro por ano, enquanto na França é de vinte e cinco. Porém, o hábito de leitura é essencial para a formação do cidadão, e principalmente, para aqueles que abraçaram o ofício de jornalista. É o que afirma o coordenador deste curso no CESUMAR, Geder Luiz Parzianello: "Não acredito no jornalista que não tenha como hábito a leitura cotidiana". Geder ainda foi mais enfático: "A leitura para aquele que faz jornalismo é decisiva, crucial, e indispensável, e quem não lê bate a cara contra a parede". O coordenador não está sozinho em seu pensamento. Ele é corroborado pela professora de técnica de redação Rosane Barros:"sem leitura não existe aquisição de vocabulário, e em consequência não existe produção textual".

De fato, é difícil produzir um bom texto quando não se conhece a fundo o que se pretende abordar. Entrevistei também alunos do terceiro ano do curso de jornalismo do CESUMAR, como Lucas Frederico, 21 anos, que disse que só entrou neste curso porque gostava de ler, e disse mais: "qualquer tipo de mídia precisa de texto, e para um bom texto é necessário leitura". Outro entrevistado foi Thiago Ramari, 19 anos, que é segundo os colegas, um dos melhores alunos. Thiago acaba de estrear em uma coluna de cultura no jornal O DIÁRIO, e sua afirmação faz jus ao que disseram os colegas: "a função do jornalista é baseada na leitura. Não podemos entrevistar ninguém sem antes ler muito sobre o assunto que vamos tratar". Parece mesmo que a professora de técnica de redação está fazendo escola. Com a mesma idade de Thiago, Caroline Rocha, sua colega de turma, dispara: "o jornalismo tem que estar fora do senso comum, não pode viver de achismo!" Apesar de ler livros para a faculdade - que exige bastante de seus alunos - e ainda outros fora do currículo, faz-se importante também a leitura de jornais e revistas de circulação nacional e local, como bem disse Ana Carolina Fazio, 22 anos, moradora de Apucarana, também aluna do terceiro ano de jornalismo: "é muito difícil escrever bem sem leitura, mas quando digo leitura, não é só livrinho, mas ler também um bom jornal ou uma boa revista".
O assunto parece mesmo estar em pauta. Este mês a revista CAROS AMIGOS traz um artigo da escritora Ana Miranda com o titulo "SOBRE O HÁBITO DA LEITURA", em que a autora confirma a importância desse hábito e aponta um caminho: "A solução seria introduzir no currículo escolar a matéria leitura".
Texto escrito no primeiro semestre de 2006.

Um comentário:

Armando Maynard disse...

"Quem não lê, mal fala, mal ouve, mal vê".A leitura este hábito inteligente é pré-requisito até para uma simples conversa de bar, pois um papo vazio, sem que haja troca de conhecimentos e informações, além de ser desprovido de prazer, termina sendo uma perda de tempo por não acrescentar nada.É importante que além de nos mantermos informados,lendo revistas e jornais, nos preocupemos também com nosso crescimento interior, sendo importante a leitura de romances, que podem nos passar experiências de vida que ainda não as tivemos.A leitura é também um lazer a ser usufruido todo o tempo e em qualquer lugar.Um abraço,Armando(posto também no blog www.lygiaprudente.blogspot.com)

Compartilhe!