sexta-feira, 20 de março de 2009

PORQUE CAI O ÍNDICE DE APROVAÇÃO DO PRESIDENTE LULA?

CALAMIDADE PÚBLICA NA BAHIA






As estradas do interior do estado da Bahia podem levar os comerciantes da região a fazerem, nos próximos dias, o fechamento da estrada de acesso para os múnicipios de João Dourado, Ibipeba, Central, Presidente Dutra, Morro do Chapéu, Irecê, entre outros. Eles não aguentam mais perderem dinheiro com a situação caótica das vias. Na terça-feira os prefeitos das cidades da região estarão reunidos com o governador Jaques Wagner ( detalhe para o partido do governador que é do PT ) para tratarem do assunto. Os comerciantes porém não estão muito animados com esse encontro, pois de acordo com os mesmos, só com o decreto de calamidade pública para acontecer algo imediatamente. Vamos ver o que acontece...

5 comentários:

Diogo disse...

Esta é uma questão muito interessante caro amigos do diário.
O governo é muito eficaz para converser e arrecadar (extrair) nosso dinheiro através de impostos que não se justificam na prática. Depois dizem que a solução é a privatização. PONTO ... Mas... O que é feito com o imposto recolhido (mais de 01 imposto para este propósito diga-se de passagem)
É O BRASIL
O pior é quem axe que o setor deve ser privatizado, para acontecer igual no Paraná. Começa por 1 real e a promessa da duplicação, passa-se 8, 10 anos e o que acontece é o pedágio a 10,00 reais e a pista simpleste remendada além de via única. Fora isso, rss sem comentários mais profundos, :)

Diogo disse...

Sugiro o que fazemos aqui no Paraná. Plantamos bananeiras nos buracos e chamamos a imprenssa.
obs. Se bem que a mesma possa não ser neutra né. Viva a Internet
Parabens André, idealizador e grande amigo.

central disse...

meu nome ,sivanildo fernandes, sou de central más moro em brasilia e as vzs eu ia na minha terra chamada central hoje eu não posso ir porque as estradas estão um perigo de asalto ou quebra de carros e ão mesmo bater ou capotar e como fica a venda do feijão e da pinha ,governador vamos olha para nossa terra do feijão si não nossa região fica mãs pobre

Alcides disse...

Eu,sou Alcides Alves da Silva, moro em Santos -SP, estive ai na região, e fiquei muito decepcionado com a estada do Fejão(BA 052)fui passar férias em João Dourado, com algums amigos de São Paulo, até chegar em Porto Feliz, foi uma maravilha, mais depois...ninguém merece, os comerciantes da região tem toda a rasão de protesta com firmeza...Acorda Governador...Prefeitos da Região também tem que acordar, para cobrar.
Sds.
Alcides

Roberval (Robinho) disse...

Oi, sou de Ibipeba e moro em Brasília, todos os anos vou para minha terra de ferias mas este ano não deu, por este motiva as estradas, isso é uma pouca vergonha, não dar para entender como as coisas chegaram a este ponto.
Senhores prefeitos e governador, vamos fazeu alguma coisa pelo amor de Deus.

Compartilhe!